ETERNAS CRIANÇAS

Eternas crianças

Crianças,

Pureza essencial

Nesse mundo doente e desigual

Onde a bondade carece

E o adulto se esquece

Da igualdade e fraternidade

A criança responde

Com seu sorriso

A sua beleza se apresenta

Alívio para qualquer tormenta

E se o mundo tivesse mais crianças?

Melhor!

Somente crianças

Menos mal

Menores maus

Relações do bem

Sinceros e eternos

Seriam os afetos

Nada de vetos

Sem descriminação

Pouco importaria

A cor e a etnia

A criança ama igual

Sem importância seria

Gênero e o sexo

Nenhuma diferença

O adulto olha incrédulo

E não aprende

Pioramos quando crescemos

Perdemos a chama

Incandescente

Que nos tornou humanos

Deixamos de ser

Que o mundo seja infantil

Que as crianças governem

Que as crianças retornem

Que nós, adultos, esqueçamos

O modo adulto

Interesseiro e traiçoeiro

Sejamos eternas crianças

E se esquecemos como era

Reavivem as lembranças

Elas fazem parte de ti

Um mundo melhor

Para nós

Para si

Pensando em ti

Lembro de você, criança

Régis Eric Maia Barros

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>