A vida bate

Quem disse que a vida é fácil?

Viver é caminhar numa estrada de obstáculos. Claro que, no percurso, muita beleza se evidencia. Claro que, ao viver, nos expomos as mais diversas forças. Por vezes, sorrimos. Outras vezes, choramos. Sorrisos e choros estão presentes do começo ao fim. A despeito das pancadas provocadas pela vida, viver é algo sublime. Precisamos dar o exato valor as coisas. Não banalizá-las nem exacerbá-las. Ou seja, há de se valorizar aquilo que, de fato, tenha valor e não dar importância as questiúnculas que tomam nosso tempo.
E se muitas situações negativas acontecerem nas nossas vidas?
Daí, precisamos nos esquivar. Buscar alternativas. Sair da anomia e da inércia. Enfim, precisamos nos movimentar. Correr atrás sem se entregar independente de uma derrota certa. Balançar e pendular para evitar que socos tóxicos, produzidos pelas relações humanas, nos acertem. Perder não significa que você não logrou êxito. Perder significa que você não lutou e que abdicou do desejo de que poderia dar certo. Foco e determinação. Olhar centrado para encarar os problemas. Resiliência e habilidade social são necessárias caso sejamos acertados em cheio. Respirar, recuperar e voltar. Não desistir. Viver é isso – lutar sempre e nunca desistir. Da mesma forma que uma luta, precisamos atacar e saber defender. Punhos cerrados e garra no coração. A entrega, a disciplina, a determinação e o ato de acreditar em você mesmo faz com que as agruras da vida tenham medo de você. Em havendo um sparring, certamente, os contratempos, que tanto nos assolam, perceberão que você está preparado.
Viver é lutar até o fim…
Vida é o produto da nossa capacidade de lutar…

Régis Eric Maia Barros

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>